Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Tangas Lésbicas

lésbicas de tanga na tanga - em busca do seu passo doble perfeito - desfiando as linhas que cosem as tangas - que nos devolvem envolvem - pingas que tingem a linha da tanga - todas as tangas são iguais - mas estas são as melhores - tangas lésbicas

Tangas Lésbicas

lésbicas de tanga na tanga - em busca do seu passo doble perfeito - desfiando as linhas que cosem as tangas - que nos devolvem envolvem - pingas que tingem a linha da tanga - todas as tangas são iguais - mas estas são as melhores - tangas lésbicas

Sondando o G:

Ponto-G.gif


Deixem-me dizer-lhes que a minha curiosidade antropológica faz-me tropeçar de vez em quando com umas pérolas incontornáveis. Ora aí está ela: os ditos e ouvidos sobre o ponto G.
Confesso que nunca foi tema que me enchesse as medidas mas, desde que percebi que as barbies e as tias se pelam por discutir o sexo dos anjos... ai, do G, não perco uma oportunidade de explorar os limites do prazer - ai, cá estou eu de novo... Do G, claro.
Então é assim: uma sondagem que se preze deve contemplar os mais diversos universos, o que foi o caso desta.
Tirando os homens e mulheres que, pura e simplesmente, responderam "Hã?" e seguiram caminho humilhados e ofendidos por julgarem que estávamos a gozar com eles, tivémos a grata surpresa de deparar com uma ilustrada opinião de uma trabalhadora anónima que nos respondeu com toda a simplicidade que ponto só o de açúcar, mas que era complicado para ela, que andava sempre à pressa a aviar o comer para os filhos e marido.
Já entre as nossas amigas lésbicas, as opiniões vão de doutamente ilustradas à desconfiança pura e simples, não vá a gente estar a querer saber de mais e a vida delas é só com elas, ponto final.
A resposta de uma ousada lésbica urbana encantou-nos: confessou que se divertia horrores a desenhar um 'G' com o baton em várias partes (púdicas e impúdicas) das suas conquistas e que isso lhe garantia um universo de prazer supinamente gratificante - onde quer que desenhasse o dito G o GOZO era total.
A maioria dos homens entrevistados respondeu simplesmente que o importante era o pénis, a erecção, o facto de serem homens. O que nos levou a concluir que o Ponto G das mulheres se encontra enterrado algures entre a massa muscular, as camadas de gordura, pele e ossos do corpo masculino...
Deixo-vos a sondagem neste ponto e uma singela pergunta: onde anda o G afinal?

16 comentários

Comentar post

Pág. 1/2